Archive for the Documentário Category

Documentário – Mods and Rockers Rebooted (2014)

Posted in Documentário, Mod, Rocker, Televisão with tags , , , , , , , , on 17/08/2014 by andremod

mods-rockers-rebootedUm novo documentário sobre os confrontos entre Mods e Rockers irá ao ar na BBC One no final deste mês, Mods and Rockers Rebooted será transmitido no dia 22 de agosto (sexta-feira) as 19h30 pelo canal “BBC One”, para coincidir com o aniversário de 50 anos das brigas que aconteceram entre as duas gangues nas cidades costeiras britânicas em 1964.

O documentário além de retratar os conflitos vai tentar separes os fatos do mitos que envolvem os eventos da época, tudo narrado pelo ator Phil Daniels, que fiz a personagem “Jimmy” no filme Quadrophenia em 1979, filme esse produzido pela banda The Who e baseado no disco homônimo da banda lançado em 1973 – Daniels volta aos locais dos conflitos fazendo um trilha dos eventos em ordem cronológica!

Esse ano ainda a BBC já tinha apresentado outro documentário sobre o assunto, intitulado “Mods, Rockers and Bank Holiday Mayhem“, segue o vídeo do youtube na integrado, sem legenda em português!

Faces In The Crowd – Mod Documentary (2013)

Posted in Documentário, Filmes, Mod, Mod Revival with tags , , , , , , on 08/11/2013 by andremod

6071_275Como a cultura mod sobrevive, enquanto outras desaparecem?
Neste documentario a diretora e apresentadora Emma-Rosa Dias faz sua jornada para descobrir o porque a cena Mod nunca terminou. Subculturas juvenis muitas vezes vêm e vão ao longo do tempo. Eles ficam muito popular, rapidamente, antes de ser substituído por qualquer modismo que venha a seguir. No entanto, parece que há uma exceção à regra. Cultura Mod pode ter sido mais visível na década de 1960 e 1980 , mas a cena underground sempre sobreviveu e ficou tão vibrante como sempre. Agora a “Belfast-based TV producer and presenter”, está cavando mais fundo na cena Mod para descobrir o que torna esta subcultura tão diferente. “Há uma grande história esperando para ser contada sobre a cena mod.“, diz Emma. “Ela sempre se conecta com muitas pessoas. Geração após geração ela reinventa -se, mas em seu coração ela mudou muito pouco.”

hqdefault

Emma diz que seu fascínio com os Mods começou quando ela era criança, no inicio dos anos 80, época que sua mãe tinha uma loja de discos, e com isso viu o renascimento da cultura do início da década.
É um estilo de vida completo que as pessoas realmente valorizam e protegem. Eu tive a sorte de conhecer um monte de gente na pesquisa para o meu documentário e estou muito grata que compartilharam suas experiências comigo. Decidi documentar minha jornada em explorar essa cultura incrível. O próximo passo é desenvolver essa história em uma série de documentários sobre Mods no mundo inteiro. Eu vi apenas a ponta do iceberg e não há muito mais que eu tenho para explorar e muitas pessoas mais importantes que eu tenho que conhecer. Se o apoio e o “feedback” continurem, então, que é exatamente o que eu vou fazer.

Comprar – Ebay
Página – Facebook

Amazing Journey – The Story of The Who (2007)

Posted in Documentário, Filmes, Mod with tags , , , , , , on 27/10/2013 by andremod

NNVG8436Dos realizadores do aclamado documentário No Direction Home: Bob Dylan, Riding Giants e Dogtown And Z-Boys chega agora Amazing Journey: The Story of the Who, o retrato autorizado da banda que marcou época na história do rock, contado com suas próprias palavras. Saiba como quatro rapazes londrinos – Roger Daltrey, Pete Townshend, John Entwistle e Keith Moon – criaram seu próprio estilo de rock, reuniram dedicados fãs em todo o mundo e como o The Who sobreviveu no topo por mais de quarenta extraordinários anos. Os dois DVDs mostram cenas inéditas nunca antes exibidas, raras apresentações ao vivo e entrevistas exclusivas em que a banda e pessoas próximas compartilham pensamentos e memórias do The Who, sua música e sua história.Das raízes como uma banda de bar nos anos 1960, as fascinantes subidas e descidas, paradas e retomadas, sucessos e fracassos, veja como eles se desenvolveram em quatro décadas de rock.

Informações Técnicas
Título Original: Amazing Journey: The Story of The Who
País de Origem: Inglaterra / EUA
Gênero: Documentário
Tempo de Duração: 235 minutos
Ano de Lançamento: 2007
Site Oficial: http://www.thewhomovie.com
Estúdio/Distrib.: Universal Pictures
Direção: Paul Crowder / Murray Lerner
Trailer – Youtube
Download (com legenda em português)

Lançamento – Gerson King Combo 70 Anos (DVD – 2013)

Posted in Documentário, Filmes, Funk, Lançamentos, Samba Rock, Soul with tags , , , , , , , , , on 13/10/2013 by andremod

BANNER_zps657ae999Está para ser lançado o DVD “Gerson King Combo – 70 Anos”, que vai eternizar a trajetória de um dos maior representantes da música negra no Brasil e será o primeiro na carreira do cultuado soul man carioca. Será gravado no final do mês de novembro de 2013 numa casa de shows do Rio, quando Gerson King Combo estará completando 70 anos de idade e 50 de carreira artística. Com um vasto material produzido em cinco décadas de dedicação ao soul brasileiro, Gerson King Combo vai passear por todas as fases de sua carreira, começando com os clássicos “Mandamentos Black”, “Funk Brother Soul” e “Good Bye”, gravadas nos anos 70, passando por canções mais recentes, como “Soul da Paz” e “Deixe Sair o Suor”, gravadas em seu último CD em 2009, à composições inéditas, que serão apresentadas em primeira mão nesse show.

O show, que tem o suporte poderoso da banda Supergroove, revelação da cena black e que há mais de cinco anos acompanha Gerson King Combo em apresentações por todo o país, conta ainda com as participações de grandes nomes da música negra brasileira, com a presença confirmada dos dançarinos da velha guarda do soul carioca e de grandes MCs do rap nacional. O lançamento está previsto para o primeiro semestre de 2014, na intenção de coincidir com o lançamento do documentário “Viva a Black Music”, sobre sua vida e trajetória, com  depoimentos de Fernanda Abreu, Mr. Catra, Sandra de Sá, Alcione, Serjão Loroza, Elza Soares, Gog e muitos outros. O custo total do projeto é de 70 mil reais, porem estamos pedindo somente 45 mil reais. O restante vai ser custeado por investidores e pela produtora/selo CopaSoul Discos.

“70 anos não são 70 dias! Quero comemorar essa data com uma grande festa no palco, com minha banda e meus amigos, tocando e dançando muito soul, brother!” (GKC).

AQUI vídeo de divulgação do DVD!

Lançamento – Novo filme dos Stones, que comemora 50 anos de banda, estreia em Nova York (2012)

Posted in Beat, Cinema, Documentário, Filmes, Lançamentos with tags , , , , , , , , , on 08/10/2012 by andremod

Fãs que comemoram o aniversário de 50 anos dos Rolling Stones, verão em novo filme cenas inéditas da banda em turnê em 1965, que revela os jovens músicos perseguidos por fãs enlouquecidas, cantando músicas de concorrentes e tocando versões brutas de canções que se tornariam lendas. The Rolling Stones Charlie is my Darling – Ireland 1965, estreou no Festival de Cinema de Nova York semana passada, trazendo imagens cuidadosamente restauradas a partir de uma câmera de mão da viagem de dois dias da banda a Belfast e Dublin. Divulgado na esteira do lançamento do filme “A Hard Day’s Night” dos Beatles, o vídeo era um esforço para fazer os Rolling Stones se acostumarem a ser seguidos por uma câmera, disse a produtora Robin Klein. O vídeo foi filmado pelo cineasta Peter Whitehead. “Eles não sabiam o que iriam fazer com aquilo no momento“, afirmou ela a jornalistas no festival, que, assim como os Stones, também está comemorando seu 50 aniversário este ano. “Era só para colocá-los em frente à câmera. Embora mais ousados e obscursos que muitos de seus contemporâneos musicais, Mick Jagger, Keith Richards, Brian Jones, Bill Wyman e Charlie Watts, no entanto, exalam juventude e amabilidade enquanto zanzam para a câmera. Mas a sofisticação deles transparece, principalmente em comentários de Jagger ponderando o sucesso da banda e a política da época. Também fica exposto o poder sexual dos Stones, à medida que o notório líder da banda seduz o público a tal frenesi que a banda é perseguida fora do palco em Belfast por fãs empolgadas. A turnê ocorreu apenas algumas semanas depois de “(I Can’t Get No) Satisfaction” atingir o topo das paradas musicais. Por trás das cenas, o filme mostra Jagger e Richards cantando alegremente as músicas dos Beatles, “I’ve Just Seen a Face” e “Eight Days A Week” e imitando Elvis Presley cantando “Are You Lonesome Tonight”. “Charlie” apresenta mais de 90.000 quadros individuais restaurados a mão, e mais da metade não foi vista em público, disse o diretor Mick Gochanour. Duas versões anteriores e mais curtas foram feitas a partir da filmagem na década de 1960, mas nunca foram formalmente lançadas, embora tenham chegado ao mercado pirata, disse o publicitário Tracey Jordan. “Charlie is my Darling” será lançado nos formatos DVD e Blu-ray, como parte de um box à venda mundialmente em 6 de novembro.

Lançamento – Documentario sobre o movimento Tropicálista estreia em festival (2012)

Posted in Brazilian Nuggets, Documentário, Evento, Filmes, Lançamentos, Notícias, Psicodelia, Tropicália with tags , , , , , , , , , , on 13/03/2012 by andremod

Tropicália: documentário dirigido por Marcelo Machado, focando os anos de ouro da Tropicalia, abre no proximo dia 22/03 o festival  “É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários“em São Paulo (com edição também no Rio de Janeiro), o Doc fala sobre o movimento encabeçado por artistas como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Mutantes & Tom Zé.  Mas o que é Tropicalismo, afinal? É esta simples e complexa questão que o apresentador português faz a um exilado e melancólico Caetano Veloso logo no início do filme de Marcelo Machado. O diretor, que cresceu ouvindo as ousadias sonoras de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Mutantes e Tom Zé, que não entendia as letras em inglês mas adorava os arranjos de um tal de rock n roll, conduz o espectador por uma viagem de sons e imagens através da história de um dos mais emblemáticos movimentos culturais brasileiros. Em um panorama afetivo construído com uma miscelânea de referências, entrevistas, pesquisas, imagens e, claro, canções, o espectador passeia pelos férteis, polêmicos e violentos anos de 1967, 1968, 1969. Com raríssima imagens, algumas feitas em 4 de agosto de 1969, na cidade de Lisboa, onde os baianos viviam então exílio europeu (se radicariam em Londres a seguir, até a volta ao Brasil, em 1972) e faziam passeios pela Europa para mostrar sua música. Quem quiser conferir tudo isso e estiver entre as cidades de São Paulo & Rio de Janeiro, só seguir as informações no fim do post:

Ficha Técnica:
Diretor: Marcelo Machado
Produção: Denise Gomes, Paula Cosenza
Roteiro: Di Moretti, Marcelo Machado
Trilha Sonora: Kassin
Duração: 72 min.
Ano: 2011
Gênero: Documentário
Distribuidora: Imagem Filmes
Estúdio: BossaNovaFilms / Record Entretenimento

Informações/Evento:
É Tudo Verdade – Festival Internacional de Documentários
Quando: de 22 de março a 1º de abril
Onde: São Paulo e Rio de Janeiro
Programação: Site Oficial
Entrada: Franca

Lançamento – “Marley” (Filme – 2012)

Posted in Documentário, Filmes, Lançamentos, Notícias, Reggae with tags , , , , , , , on 13/02/2012 by andremod

Filme “Marley” conta a vida do homem por trás da lenda do reggae !Com “Marley“, o cineasta escocês Kevin Macdonald ofereceu neste domingo à Berlinale um retrato completo em documentário do homem que se tornou lenda mundial do reggae, a partir de arquivos da família, muitos deles inéditos, e de centenas de horas de entrevistas. Baviera, 1981. O astro, padecendo de um câncer generalizado, é atendido pelo doutor alemão Josef Iseles, adepto de um método de medicina alternativa. Várias fotos em preto e branco o mostram magro, em meio à neve. Kevin Macdonald encontrou a enfermeira que o acompanhava nesta época. A idosa conta, em alemão, como era este homem “sempre amável e sorriente”, em seus últimos dias de vida. À imagem desta sequência, “Marley” tenta ir além do ícone para contar a vida de Robert Nesta Marley, nascido em 6 de fevereiro de 1945, em um pequeno povoado da Jamaica, e falecido no auge da fama, 36 anos depois, em 11 de maio de 1981, em Miami. Kevin Macdonald trabalhou estreitamente durante um ano com familiares do músico, vários dos quais dão seu testemunho no filme para nos aproximar da biografia do autor de sucessos como “Jamming”, “No woman no cry” e “Exodus”. “Muitas coisas já foram feitas sobre Bob, mas o que me parece importante neste filme é que vai dar um aspecto mais emotivo de sua vida como homem e não unicamente como lenda do reggae ou personagem mítico”, explicou em uma entrevista o filho mais velho do astro, Ziggy, um dos produtores executivos do filme. Reconhecido internacionalmente, sobretudo pelo filme “Um Dia em Setembro”, sobre a tomada de reféns de atletas israelenses nas Olimpíadas de Munique, filme ganhador do Oscar de melhor documentário em 2000, Kevin Macdonald escolheu uma forma clássica, alternando vídeos e fotos de arquivo com entrevistas, em um relato totalmente cronológico. Seu desejo era ser “o mais convencional possível”, como explicou no primeiro encontro com a família Marley, para permanecer colado à realidade. A força do relato reside no que dizem os diferentes atores da vida de Bob Marley. Com sua aparência de imperador rasta, Bunny Wailer, um dos últimos membros fundadores ainda vivos dos “Wailers”, conta o início, quando o grupo, do qual também fazia parte Peter Tosh, gravava seus primeiros sucessos “por três libras esterlinas a semana”. Também fala do final de sua colaboração com Marley, em 1973. Rita, a esposa do cantor, que teve 11 filhos com sete mulheres diferentes, revela os contornos de uma história de amor sem igual. Músicos, produtores, amigos, primos, filhos, homens políticos, falam do Bob Marley que conheceram. Para Macdonald, um dos aspectos mais importantes da lenda Bob Marley reside em sua origem mestiça. Nem negro, nem branco, “sempre se sentiu à parte”, conta sua mulher. A origem do título da canção “Cornerstone” é contado em um momento bastante emotivo. “A pedra que o construtor recusou será sempre a pedra angular”, diz a canção, retomando um salmo da Bíblia. Este estatuto de marginal permanente explica, sem dúvida, para Macdonald, uma parte da aura do cantor, venerado da Jamaica à África, da Europa à América. “Para mim, Bob é realmente uma das grandes personalidades culturais do século XX. Não vejo que outro artista de música popular tenha tido um impacto tão duradouro quanto ele”, concluiu McDonald, neste domingo, em declarações à imprensa.