Archive for the Southern Soul Category

V.A. – Raw Soul Vol.03 (Mojo Magazine – 2004)

Posted in Coletâneas, Revistas, Soul, Southern Soul with tags , , , , , on 21/07/2013 by andremod

SAMSUNG DIGITAL CAMERAAqui mais um coletânea da clássica revista Mojo, “Raw Soul”, que em seu 3 volume arrebenta com o swing do “Southern Soul“, gênero clássico que teve sua nascente como o próprio nome sugere, no sul dos EUA, e ficou forte graças a gravadora Stax! Nomes conhecidos Solomon Burke, Ike & Tina, Otis Redding, Wilson Pickett e Ray Charles, assim como algumas vozes obscuras, porém não menos fortes, como: Little Esther, Bobby Angelle, Felice Taylor, Little Annie, Bettye Swann, Maxine Brown, Betty Bibbs, Mary Love and Albert Washington.  São 15 faixas do melhor do “60s Soul“, de quase todos registros raros, e que valem ser conhecidos e curtidos!

Musicas:
01. Bobby Angelle – Too much for you
02. Little Ester Phillips – Mojo hannah
03. Solomon Burke – Home in you heart
04. Felice Taylor – I can feel love
05. Ray Charles – Mess around
06. Little Annie – Lean lanky Annie
07. Bettye Swann – The heartache is gone
08. Wilson Pickett – If you need me
09. Maxine Brown – Baby cakes
10. Ike & Tina – He´s the one
11. The Isley Brothers – It´s your thing
12. Betty Bibbs – Pounds of souls
13. Albert Washington – Hold me baby
14. Mary Love – Baby I´ll come
15. Otis Redding – These arms of mine

Download

V.A. – Stax / Classicos & Raridades Vol.01 (Coletanias A Cena – 2012)

Posted in Coletâneas, Coletâneas A Cena, Funk, Soul, Southern Soul with tags , , , , , , , , on 04/10/2012 by andremod

Aqui vai mais uma coletânia organizada pela Cena, com classicos & raridades da gravadora Stax, realizadas nos anos 60 & 70, e como existe um vasto material importante e de qualidade, essa é apenas a primeira de alguns edições que no futuro irão pipocar aqui no blog. Nesta eu destaco a baladona “I’ll Bring It Home To You” com a cantora Carla Thomas, e a porradona “Knock On Wood” do cantor Eddie Floyd, aguardem o 2º volume em breve:

Musicas:
01. Carla Thomas & Rufus Thomas – Cause I love you
02. Chip – You make me feel so good
03. Mar-keys – Last night
04. Prince Conley – I´m going home
05. The Triumphs – Burnt Biscuits
06. Linda Lyndell – Bring Your back to me
07. Barbara Stephens – Wait a minute
08. Mar-keys – Whot´s happenin´!
09. The Tonettes – No tears
10. Rufus Thomas – Can´t ever let you go
11. Booker T. & The Mg´s – Green Onions
12. Carla Thomas – I´ll bring It home to you
13. Mar-keys – Sack-O-Woe
14. Otis Redding – Don´t leave me this way
15. Wendy Rene – Bar B-Q
16. Barbara & The Browns – My Lover
17. Admirals – Got you on my mind
18. Rufus Thomas – Little Sally Walker
19. Astors – Candy
20. Mable John – You good thing (Is about to end)
21. Eddie Floyd – Knock on Wood
22. Otis Redding – Fa-Fa-Fa-Fa-Fa (Sad Song)
23. Mad Lads – Patch my heart
24. Jeanne & The Darlings – How can you mistreat the one you love
25. William Bell – Eloise (Hang on in there)

Download

Curiosidades – Stax Records

Posted in Blue-Eyed Soul, Blues, Curiosidades, Funk, R&B, Soul, Southern Soul with tags , , , , , , , on 02/10/2012 by andremod

Stax Records: este nome é sinônimo de “Soul Sulista” Americano, começou suas atividades em 1959, com o nome de Satellite Records em Memphis (destaque na foto) produzindo musica Country, fundado por Jim Stewart, um violinista, e Estelle Axton, sua irmã (destaque na foto), cujo mais tarde seu filho Charles “Packy” Axton seria saxofonista da banda Mar-Keys. A empresa teve seu primeiro hit em 1961 com a musica “Gee Whiz” pela voz da cantora Carla Thomas, nos anos que se seguiram, mudaram o nome para Stax, e começaram a desenvolver a música que viria a ter reprecussão por todo o mundo, com o Soul, R&B, Funk…, artistas como Booker T. & the MGs, Otis Redding & Sam e Dave criaram um legado da musica negra nos EUA. Com a morte de Otis Redding em 1967, após uma triunfante turnê européia e uma aparição que veio abaixo o Festival Monterey Pop, colocava fim a primeira “Era Stax“. Sam & Dave terminaram a dupla, embora ainda continuaram gravando algumas coisas, os membros do Booker T. & the MGs não mais entravam em estudio, apenas fazendo a parte administrativa da empresa, então coube a uma nova geração de artistas e produtores dar continuidade ao legado da Stax, inovando musicalmente um antigo ideal, tudo sobe a liderança do musico Isaac Hayes, um dos mais importantes compositores dessa fase, também produtor e pianista, ele foi responsável por produzir anteriomente Sam & Dave nos classicos “Hold On, I’m Coming” & “Soul Man“, com isso ele é considerado um dos criadores da alma musical doce dos anos 70, o sucesso voltando ele veio juntamente com milhares de seguidores fanáticos, fãs brancos e negros se formaram na Inglaterra, diferentemente nos EUA, onde quase todos os fãs da Stax eram apenas negros, vide clima racista que vivia o Pais no fim dos anos 60 e inicio dos 70. Mas vamos fazer uma pequena linha do tempo mostrando tudo que de melhor (e pior aconteceu) durante os anos da Stax:

Historico:
1957: Jim Stewart começa a gravar Country, com sua irmã Estelle Axton, no Norte Memphis, é fundada a Satellite Records.
1958: Stewart muda o estúdio de gravação para a cidade de Brunswick (Tennessee), Stewart e sua irmã Estelle Axton, ainda trabalham empregados pela União Plantadores, sem muito dinheiro em seu trabalho oficial, eles hipotecam sua casa para comprar aparelhagens para a gravadora.
1959: Stewart e Axton mudam novamente seu estudio, agora para o velho Teatro Capitol, na rua McLemore Ave.
1960: O então dj Rufus Thomas, leva sua filha Carla Thomas para o estudio, juntos eles gravam o primeiro hit do satélite, “Cause I Love You“.
1961: a banda Mar-Keys gravam o hit instrumental “Last Night“, a Satélite Records começa a subir. Com o sucesso Stewart resolve mudar o nome da empresa (gravadora), pegando as duas primeiras letras de seu sobrenome (ST) e acrescenta as duas primeiras letras do sobrenome de sua irmã (AX), formando assim o novo nome, STAX.
1962: os Mar-Keys passam a se chamar agora Booker T. and the MGs, sendo agora a banda mais importante da casa, e em 8 anos de vida, criaram varios classicos e sucessos. Nesse mesmo ano, o então crooner Otis Redding vem para o estúdio e inicia sua carreira solo
1963: Rufus Thomas grava os mega sucessos “The Dog“, “Walking the Dog” & “Can Your Monkey Do the Dog?”1965: Sam & Dave entram para a gravadora, e imediatamente gravam composições de Isaac Hayes & David Porter que logo viram hits: “I Take What I Want“, “Soul Man“, “You Don’t Know Like I Know“, “Said I Wasn’t Gonna Tell Nobody” e “Hold On, I’m Coming“.
1966: Novos artistas entram na gravadora e novos hits se fazem: Eddie Floyd com “Knocks on Wood“, Carla Thomas com a musica “Baby“, Albert King com “Crosscut Saw“, e Sam & Dave chegam com “You Got Me Hummin“.
1967: Stax leva seu show para a Europa, com Booker T. & the MGs, Carla Thomas, Sam & Dave e Otis Redding. Redding ainda fez uma parada no Monterrey Pop Festival, na Califórnia, e coloca os hippies pra dançar. O grupo Bar-Kays entra para a gravadora e cria o classico “Soul Finger“, então a primeira baixa da Stax, no fim do ano Otis Redding (destaque na foto) morrem num acidente na estrada no Monono Lake (Wisconsin), juntamente com os Bar-Kays, que estavam em turnê com ele.
1968: “(Sittin ‘on), o Dock of the Bay“, gravada então por Otis Redding, é lançado postumamente, e vai direto para o numero um das paradas. A empresa Gulf & Western compra a Stax das mãos Jim Stewart e Estelle Axton em troca de ações.
1969: com a venda foi criado um novo catálogo e uma campanha de lançamento agressivo, com 27 álbuns e 30 singles em um mês. Isaac Hayes lança o disco Hot Buttered Soul.
1970: a Stax expandi sua sonoriada para novos estilos como o Jazz, Comedy, Country, Spoken Word, African e o Rock.
1971: Isaac Hayes lança a trilha sonora do filme Shaft, e ganha o Grammy e um Oscar de melhor canção.
1972: o grupo Staple Singers chega na gravadora com novos classicos: “I’ll Take You There” e “Respect Yourself” & Ordenar Luther Ingram com “(If Loving You is Wrong) I Don’t Want to be Right”. A gravadora negocia com a CBS para distribuir o selo da Stax e todos seus artistas, e lançam o concerto Wattstax para arrecadar dinheiro para instituições de caridade, Watts, virando tambem um documentário
1973: a CBS encomenda uma grande variedade de registros, movimentando uma grande quantidade de dinheiro, mas sem divulgar para receita federal, assim a Stax começa a ser investigada
1974: com problemas no fluxo de caixa, a Stax não consegue mais pagar suas contas, incluindo os salários de mais de 200 empregados, e ainda esta envolvida em uma série de processos e contra-ações.
1975: Stax com uma divida de milhões perde a maioria de seus artistas, e é acusada por um júri federal por fraude bancária. E após o assassinato de Al Jackson (destaque na foto) a Stax vai a falência em 19 dezembro.
1977: são vendidas em leilão essa falência pelo valor de 1,3 milhões, a Fantasy Records, localizada na Califórnia, compra o catálogo da Stax.
1989: os estúdios da Stax Records, é demolido, mesmo com os esforços de toda a cidade para salvar o prédio.
1997: um Conselho de Administração é formado para explorar a possibilidade de adquirir o terreno onde se localizava a Stax Records, a fim de construir o Museu Stax of American Soul Music Academy Stax, e um centro de artes performativas.
2000: A nova diretoria, agora chamado Soulsville, realiza uma conferência de imprensa na LeMoyne-Owen Faculdade para anunciar o projeto do Museu. 2003: Soulsville faz a abertura do Stax Museum of American Soul Music, as festividades incluem apresentações de Booker T. & the MGs, Isaac Hayes, Mavis Staples, Al Green, Ann Peebles, Allen Rance, Eddie Floyd, William Bell, Little Milton , Michael McDonald, Carla Thomas, Solomon Burke, Mack Rice, e outros. Outros eventos incluem um concerto no Salão Gibson e uma exibição do filme Wattstax.
2004: Museu Stax continua a oferecer novos programas, eventos e exposições e se tornou um dos pontos turísticos mais procurados e importantes no mundo. 2005: Soulsville anuncia a formação da Fundação Soulsville, cujo conselho de membros incluem: Steve Cropper, Isaac Hayes, David Porter, Mavis Staples & Sheryl Crow, neste mesmo ano Isaac Hayes, Steve Cropper e David Porter entram para Hall of Fame. Pouco tempo depois a Soulsville abre o Soulsville Charter School Music no edifício da Academia Stax, que consiste numa escola pública com turmas de 60 alunos com faixa etaria de 6 anos de idade
2006: Memphis Convention & Visitors Bureau realiza conferência de imprensa no Museu Stax para anunciar a sua campanha de marketing internacional e nacional de 2007 comemorando “50 Anos de Alma, em Memphis.” A Concord Music Group anuncia a volta da gravadora Stax e planos para gravar novas músicas pela primeira vez em 30 anos. Isaac Hayes e Angie Stone anunciam planos de lançar CDs reeditados, DVDs, e um documentário em 2007 para celebrar o 50 º aniversário da Stax Records. 2007: Memphis Convention & Visitors Bureau realiza conferência de imprensa mundial no Club BB King’s, em Nova York para anunciar “50 Years of Soul“, e uma campanha de varios lançamentos e eventos.