Arquivo para Punk

Ramones – First Album (1976)

Posted in Punk with tags , , , , on 13/07/2014 by andremod

CAPARamones: é o álbum de estréia da banda de punk rock Ramones. Foi lançado em 23 de abril de 1976, pela Sire Records. Antes da banda assinar com a Sire eles foram vistos por Lisa Robinson, uma editora de Hit Parade, durante uma performance início de 1975. Robinson começou a popularizar a banda, escrevendo sobre eles nas revistas por ela editado. Robinson falou com Campos Danny e pediu-lhe para gerenciar a banda, que ele concordou em em novembro de 1975. A Marty Thau produziu o álbum demo foi gravado em estúdios de som e 914 incluiu “Judy 10553338_299926586843876_7064637704954979143_nIs a Punk” e “I Wanna Be Your Boyfriend”. Logo após as demos foram apresentados ao dono da Sire A & R Craig Leon, e a banda assinou contrato com a Sire Records. A banda começou a gravar o álbum em fevereiro de 1976 e gastou cerca de 6,400 dólares. Muitas técnicas de gravação usadadas para o álbum foram semelhantes às técnicas usadas pelos The Beatles e gravações orquestrais. O álbum foi produzido por Craig Leon. A capa mostra os membros da banda em uma fila encostada a uma parede de tijolos. A fotografia foi tirada por Roberta Bayley. A arte da capa foi classificada como número 58 na lista da Revista Rolling Stone, das 100 Melhores Capas. O álbum apresenta uma série de temas, incluindo o nazismo, a violência, prostituição e uso de drogas. A banda fez um cover da canção “Let’s dance”, de Chris Montez. Existe faixas que tem backing vocals, que foram cantadas por Mickey Leigh, Tommy Ramone, e engenheiro de som Rob Freeman. O álbum recebeu altas classificações por revisores, com Allmusic e Rolling Stone, ao mesmo tempo gratificante com uma classificação máxima de cinco estrelas. Robert Christgau deu ao álbum um A, escrevendo “Para mim é tudo, não dá para desligar o rádio.” O álbum alcançou o número 111 nos Estados Unidos na Billboard 200 e foi classificada como número 33 na Rolling Stone dos 500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos. Disse Nicholas Rombes, autor do livro 33 ⅓ Ramones, e o crítico Allmusic Stephen Thomas Erlewine que o primeiro disco dos Ramones, pode ser o primeiro álbum rotulado como punk rock. Quando a banda foi introduzido no Rock and Roll Hall of Fame um dos escritores do site escreveu um resumo da biografia da banda, especificamente prestando atenção a sua influência no punk rock. O álbum começou a carreira dos Ramones, e acabaria por ir a influenciar artistas do heavy metal, thrash metal, indie pop, grunge, pós-punk e outros gêneros.

Musicas:
01. Blitzkrieg bop
02. Beat on the brat
03. Judy is a punk
04. I wanna be your boyfriend
05. Chain Saw
06. Now I wanna sniff some glue
07. I dont wanna go down to the basement
08. Loudmouth
09. Havana Affair
10. Listen to my heart
11. 53rd and 3rd
12. Lets Dance
13. I dont wanna walk around with you
14. Tody your love tomorrow the world

Download

Anúncios

R.I.P. – Tommy Ramone

Posted in Punk, RIP with tags , , , on 12/07/2014 by andremod

dee-tommyTommy Ramone, ex-baterista e produtor de uma das bandas mais influentes da história do punk, Ramones, morreu nesta sexta-feira (11) de colangiocarcinoma (câncer no ducto biliar), em sua casa, em Nova York. De acordo com o site da revista Variety, o último integrante sobrevivente original tinha 62 anos e estava em cuidados paliativos da doença após um tratamento.

Nascido na Hungria como Erdelyi Tamas, ele participou dos três primeiros álbuns da banda – “Ramones” (1976), “Leave Home” (1977) e “Rocket to Russia” (1977) – e co-produziu os dois últimos álbuns com Tony Bongiovi e Ed Stasium, respectivamente. Também compôs dois grandes sucessos como “I Wanna Be Your Boyfriend” e “Blitzkrieg Bop”. Logo em seguida, ele deixou o grupo para focar na carreira de produtor e deu seu lugar a Marc Bell (Marky Ramone), um ex-membro da Dust and Richard Hell’s Voidoids.

A última formação dos Ramones se desfez em 1996 em Hollywood. Joey Ramone morreu de linfoma em 2001; Dee Dee sucumbiu a uma overdose de drogas em 2002; e Johnny faleceu após enfrentar um câncer de próstata em 2004. O grupo entrou para o Hall da Fama do Rock and Roll em 2002.

Em 2004, Tommy voltou aos palcos com o show “Ramones Beat Down On Cancer” e, mais recentemente, fazia parte da banda “Uncle Monk” cujos integrantes eram ele e Claudia Tienan, uma guitarrista, baixista e vocalista.

O Twitter oficial da dos Ramones também anunciou a morte de seu lendário baterista. “Estamos tristes em anunciar o falecimento do baterista fundador dos Ramones, Tommy (Erdelyi) Ramone”.

Está previsto um funeral reservado apenas para familiares e amigos

A Nova Cena – Os Savages (Curitiba)

Posted in A Nova Cena, Garage, Nova Cena, Punk with tags , , , , , , , on 20/06/2014 by andremod

262129_10151261777204308_2112141110_nOs Savages: banda brasileira de garage punk formada em Curitiba (Paraná) em meados de 2012,  por: Gean Santos (Guitarra – The Honkers / Quick White Fox), Lucas Chavo (Bateria – Evil Idols / Krappulas) e Heitor Dolinski (Baixo – Os Chuvas / Os Gralhas). Com influencia das bandas garage dos anos 60 e 70, e em um pouco mais de dois anos de banda já participaram da Virada Cultural de Curitiba e lançam agora seu primeiro Ep, confiram!

Site / Facebook

Musicas:
01. Automatic
02. Fora de si
03. Estou preso
04. Seu guarda
05. Não tenho amigos
06. You must fight to live

Download (Curta AQUI as musicas no Youtube)

The Stooges Discografia (A Cena Especial 2014)

Posted in Especial A Cena, Garage, Punk with tags , , , , , , , on 19/03/2014 by andremod

The-Stooges-wallpaperThe Stooges: ou Iggy and The Stooges, é uma banda de proto-punk norte-americana, formada no final dos anos 60, que teve uma unionballroommc5uma passagem meteórica que marcaram o nome na história da música. Iggy Pop, nome artístico de James Newell Osterberg, líder do grupo, tornou-se um ícone cultural pop nas últimas décadas. Ele tocou nos grupos The Iguanas e The Prime Movers antes de montar o seu próprio, o The Stooges, em 1967, em Michigan, nos Estados Unidos. Tudo começou quando Iggy assistiu a um show do The Doors em Chicago, ele voltou para Michigan com a ideia de montar um grupo, ligou para o baixista Dave Alexander e para os irmãos Ron e Scott Asheton, guitarrista e baterista respectivamente. Assim nascia em 1967 o The Psychedelic Stooges (destaque para o cartaz abrindo o show do MC5 em 1968). Os shows eram cheios de performances, principalmente de Iggy, que se comportava de maneira estranha no palco. Ele gritava, contorcia o corpo, sujava-se com pasta de amendoim e carne crua, atirava-se na platéia e cortava o próprio corpo com pedaços de vidro. Os shows foram chamando a atenção, porque parte do público se identificava com as músicas e parte passava o show inteiro xingando os integrantes. Em 1968, Danny Fields, da Elektra Records, estava em Detroit para ver o show do MC5 e acabou assistindo ao The Stooges também. Fields gostou do grupo e fechou um contrato para a gravação de três álbuns.

iggy-pop-and-the-stooges

Discos
O primeiro foi The Stooges (1969), produzido por John Cale (do Velvet Underground). Mesmo com alguns problemas durante a gravação, eles se acertaram e finalizaram o disco. As vendas do disco não foram muito boas e para piorar Detroit passava por um xqklq8período difícil, o desemprego crescia e parte da população deixava a cidade. Foi também nesta época que o consumo de drogas do grupo aumentou, o resultado foi a mudança para Los Angeles, onde eles gravaram o segundo disco pela Elektra. Eles moraram num lugar chamado Fun House nome que foi parar no título do segundo trabalho, que saiu em 1970. Esse disco apresentava a banda com uma nova aquisição, Steve Mackay, saxofonista devoto dos improvisos de John Coltrane, que acabou por conduzir os Stooges por território jazzy e inesperado. Segundo o guitarrista Ron Asheton, a real intenção da banda, repassada ao produtor Don Gallucci, era reproduzir em estúdio o som de seu show na época. Todos os takes de Fun House surgiram a partir de jams, praticamente sem overdubs, tal qual fazia James Brown com sua banda. Após a gravação, o baixista Dave saiu do grupo, foi substituído por uma sucessão de novos baixistas: Zeke Zettner e James Recca. Durante esse tempo a banda expandiu sua formação, adicionando um segundo guitarrista, o roadie Billy Cheatham, que foi rapidamente substituído por James Williamson que assumiu a guitarra. Fun House também fracassou nas vendas e desta vez a Elektra não quis arriscar um terceiro disco. Sem rumo, o grupo praticamente encerrava a carreira, enquanto Iggy Pop tentava se livrar do vício da heroína. Iggy conheceu David Bowie (destaque foto) em setembro de 1971, e os dois se tornaram bons amigos. Bowie então no auge de seu Ziggy Stardust não gostou nada do fim do grupo, e trouxe Iggy Pop e James Williamson para a Inglaterra e conseguiu um contrato 6149594868_c6f77f82f7com a Columbia Records, após inúmeras audições com músicos locais (com resultados insatisfatórios), a dupla tentou reconstituir o Stooges com músicos britânicos Iggy resolveu voltar atrás e convocar Ron e Scott novamente para a banda ,(esta “segunda escolha” irritou Ron Asheton, assim como sua mudança da guitarra para o baixo). E no começo de 1973, saia o terceiro disco, Raw Power, assinado agora por Iggy And The Stooges. O álbum não deslanchou a carreira do grupo, mas foi recebido melhor do que os dois primeiros. A turnê do disco ainda rendeu um álbum ao vivo, Metallic K.O., lançado pela Sky Dog. Ele foi gravado na última apresentação do grupo, em fevereiro de 1974, no Detroit’s Michigan Palace.

mickrock00

Fim da banda
Depois do lançamento não teve mais jeito, a banda chegava ao fim, Iggy Pop começou a tocar com David Bowie e depois de passar por uma reabilitação, Pop embarcou em uma bem sucedida carreira solo em 1976, começando com os álbuns The Idiot e Lust for Life. Mudou-se para Los Angeles, Califórnia. Ron Asheton formou a banda de curta duração The New Order (se m ligação com a banda de New Wave) e mais tarde o Destroy All Monsters. James Williamson trabalhou com Iggy Pop como produtor e engenheiro durante sua carreira solo no início, os discos Kill City e New Values são exemplo desta colaboração, mas começou uma longa pausa da indústria da música em 1980. Scott Asheton tocou na banda Sonic’s Rendezvous Band junto de Fred Smith, ex-guitarrista do MC5. O baixista Dave Alexander morreu de edema pulmonar relacionado com a sua pancreatite em 1975.

press_iggy-david-raccuglia_wide-683aa0c158a4ba9851c23c38e8a9cd3b06b04272-s6-c30

Atualmente
Seria somente depois do novo milênio que Ron Asheton, Scott Asheton e Iggy Pop voltariam a tocar juntos novamente. Isto ocorreu quando Mike Watt, ex-baixista das bandas Minutemen e Fire House, apresentou Ron Asheton ao J Mascis, guitarrista de sua nova stoogesbanda, J. Mascis and the Fog. Mascis adorava o material dos Stooges e convidou Ron para excursionar com eles como convidado especial, fazendo ao final do show um set com The Fog tocando material dos Stooges. O resultado foi de agrado de todos, músicos e público, tanto que estendeu-se um convite para Scott Asheton assumir a bateria se ele assim o quisesse. Scott na mesma hora aceitou dizendo: “eu não conheço Watt ou Mascis mas se meu irmão gosta deles, devem ser boa gente“. Então foi no ano de 2001 que se iniciou a série de excursões nos Estados Unidos e Europa promovidas como J. Macias & The Fog with Special Guest Ron Asheton. E ao unir Ron e Scott Asheton, tocando material dos Stooges, tem-se no palco uma explosão visceral que até então só se ouvira falar, mas que havia trinta anos ninguém mais ouvira. Steve Mackay, saxofonista da era Fun House, acabou se juntando a eles e as casas passaram a encher ainda mais. Havia cantores de outras bandas se convidando a cada noite para fazerem o papel de Iggy no set. Sabe-se de participantes como Evan Dando do Lemonheads e Bobby Gillespie do Primal Scream. Em 2003 aconteceu a grande surpresa: Iggy Pop anunciou uma reunião dos integrantes do The Stooges. Mike Watt entrou no lugar de Dave Alexander, que faleceu ainda na década de 70 devido à complicações causadas pelo alcoolismo. Eles fizeram alguns shows e gravaram quatro composições do grupo no novo disco de Iggy Pop, Skull Ring, lançado em novembro de 2003. Tocaram por tudo mundo inclusive no Brasil. Em 2007, a banda lançou um álbum totalmente inédito The Weirdness tendo como produtor Steve Albini, que trabalhou com grupos como Pixies, Nirvana, PJ Harve, Superchunk entre outros. Em 6 de janeiro de 2009 foi reportada a morte de ipRon Asheton, ele morreu aos 60 anos vítima de uma ataque cardíaco, foi encontrado em sua casa em Ann Arbor no dia 6, mas acredita-se que ele já havia falecido há alguns dias. Em maio de 2009, Iggy Pop anunciou que a banda ainda têm estrada pela frente e que, inclusive, um novo álbum da banda está a caminho. Iggy disse em uma entrevista que se reuniu com seu ex-companheiro de banda, o guitarrista James Williamson, e ambos conversaram sobre as possibilidades de voltarem a tocar juntos, sendo assim James Williamson foi reintegrado à banda, e em novembro do mesmo ano eles fizeram o primeiro show com a nova formação no festival “Planeta Terra” em “São Paulo”. Fizeram parte do repertório do show as músicas do disco Raw Power que a banda não tocava ao vivo desde 1974. Em 2010 a banda foi introduzida no Rock and Roll Hall of Fame depois de sete indicações, a cerimônia contou com a presença do ex-tecladista Scott Thurston.

The-Stooges-wallpaper

Musicas
1969 – The Stooges
01. 1969
02. I wanna be your dof
03. We will fall
04. No fun
05. Real cool time
06. Ann
07. Not right
08. Little Doll

1970 – Fun House
01. 1970
02. Dirt
03. Down on the street
04. Fun House
05. L.A. Blues
06. Loose
07. T.V. Eye

1973 – Raw Power
01. Search and destroy
02. Gimme danger
03. Your pretty face is goind to hell
04. Penetration
05. Raw Power
06. I need somebody
07. Shake appeal
08. Death trip

Download (todos os discos num único link)

R.I.P. – Scott Asheton (The Stooges)

Posted in Punk, RIP with tags , , , , on 17/03/2014 by andremod

OLYMPUS DIGITAL CAMERAScott Asheton, baterista da banda The Stooges, morreu na noite de sábado (15). Ele tinha 64 anos. A informação foi divulgada por Iggy Pop, vocalista dos Stooges, no Facebook. “Scott era um grande artista”, disse Iggy. “Eu nunca ouvi ninguém tocar bateria com mais determinação do que Scott Asheton. Ele era como um irmão.” Asheton estava com problemas de saúde há algum tempo. Scott era irmão de Ron Asheton, morto em 2009 e que tocou guitarra nos dois primeiros discos do Stooges, “The Stooges” (1969), “Fun House” (1970), e baixo no terceiro, “Raw Power” (1973)… Ron foi guitarrista também no quarto disco da banda, “The Weirdness”, de 2007. Já Scott Asheton tocou em todos os discos dos Stooges, incluindo o mais recente, “Ready to Die”, de 2013. “Ele e Ron deixaram um grande legado para o mundo. Os Ashetons sempre foram e sempre serão uma segunda família para mim”, disse Iggy. “Meus pensamentos estão com sua irmã Kathy, com a mulher, Liz, e com a filha, Leanna, que era a luz de sua vida” 4596240878_c1ec55b9c1

VA – Little Stevens Underground Garage Presents Christmas A Go Go (2008)

Posted in Coletâneas, Garage, Hard Rock, Nuggets, Psicodelia, Punk, R&B with tags , , , , , , , , , , on 21/12/2013 by andremod

CAPAPra começar os preparativos pra festas de fim de ano, eis aqui uma compilação ótima pra agitar o Natal… organizada por Little Stevens, que além de musico, tinha um programa de radio nos EUA em 2003 e logo ganhou fama com sua programação de musicas nada convencionais. As musicas contidas aqui tem como temáticas uma pegada Garage Rock, R&B, Punk, Psychedelic & Hard Rock, entre isso muitos grandes nomes fazem suas versões natalinas pra tirar o marasmo da chegada do bom velhinho: Keith Richards, Ramones, Rufus Thomas, Kinks... entre outros! Então afaste a árvore de natal e comece a curtir!

Musicas:
01. Keith Richards – Run Rudolph run
02. Bob Seger and the Last Heard – Sock it to me Santa
03. Ramones – Merry Christmans (I dont want to fight)
04. Darlene Love and the Street Band – All alone on Christmas
05. Clarence Carter – Back door Santa
06. The Len Price 3 – It´s Christmas time ebenezer
07. Wizzard – I wish it could be Christmas every day
08. The Fab Four – Silent Night
09. Tina Sugandh – White Christmas
10. The Chevelles – Come all ye faithful surfer girls
11. The Brian Setzer Orchestra – Santa drives a hot rod
12. Soupy Sales – Santa Claus is surfin to town
13. Cocktail Slippers – Santas coming home
14. Joe Pesci – If doesnt snow on Christmas
15. Boss Martians – 3 Ghosts
16. Rufus Thomas – Ill be your Santa baby
17. The Chesterfields Kings – Hey Santa Claus
18. The Electric Prunes – Jingle Bells
19. The Kinks – Father Christmas
20. Jean Beauvoir – Merry Christmas to all the world

Download

Os Savages – Show & Lançamento EP (2013)

Posted in Garage, Power Pop, Punk, R&B, Show with tags , , , , , , , , on 20/04/2013 by andremod

539654_111980528972323_555301009_nNeste domingo (21/04), a banda Os Savages (facebook) lança seu 1º “EP”, num show estriquinado e mal feito no bar Lado B. Os EPs estarão sendo vendidos no local a preços MODicos de 5 reais, então siga as informações e não vacile:

Informações:
Onde: Lado B Bar
Endereço: Inacio Lustosa, 517 (São Francisco)
Data: 21/04 (domingo)
Inicio: 21h
Entrada: Free
Evento / Facebook