Arquivo para Rocksteady

Keith and Tex – Redux (2014)

Posted in Coletâneas, Rocksteady with tags , , , , , on 07/06/2015 by andremod

CAPAO duo dinâmico, Keith & Tex (Keith & Phillip Dixon) ainda eram adolescentes de 16 e 17 anos quando gravaram seu primeiro single em 1967. Depois de muitos ensaios e algumas decepções com reijeições por parte de Clancy Eccles, Prince Buster e Coxsne Dodd, eles tiveram a sorte de encontrar com o produtor Derrick Harriott, que lhes deu a oportunidade de fazer uma sessão no “Federal Studio“, com uma banda que incluia Boris Gardiner, Lynn Tait & Gladstone Anderson. Influenciados por Righteous Brothers, Sam & Dave e Phillip “Boasy” James & Lloyd Campbell (aka Blues Busters), o duo foi das poucas DUPLAS que surgiram na Era Rocksteady, onde era dominado por grupos vocais.
Nesta compilação temos 12 faixas gravadas pela “Soulbeats Records“, onde todas as musicas aqui reunidas (exceto “Groovy Situation” | produzida por Lee Perry) foram produzidas por Derrick Harriott, essa é a segunda vez que as musicas da dupla são liberadas para uma coletanea, a primeira vez foi em 1991, para o LP “Stop that Train“, que saiu pela “Crystal Records“. Esse album é perfeito, por isso não vou destacar nenhuma musica, é só baixar e ser feliz:

Musicas:
01. Tonight
02. Hypnotic Eyes
03. Let me go girl
04. Let me be the one
05. What kind of fool
06. Tighten up your girl
07. Yaba Yah Festival
08. Leaving on that train
09. Lonely man
10. Don´t look back
11. Groovy situation
12. Stop that train

Keith and Tex – Redux download

Anúncios

Adubando o Pinhão – Aniversário de Curitiba (2015)

Posted in Dub, Early Reggae, Evento, Reggae, Rocksteady, Roots with tags , , , , , , , , , , on 25/03/2015 by andremod

11081496_953468731331127_8694445679017792047_nNeste Domingo (Dia 29/03 – a partir das 11hrs) a família Adubando o Pinhão e o Sistema de som Araucária estará celebrando o aniversário de Curitiba na Praça do Redentor (ao lado da pista de skate do Gaúcho – Cemiterio Municipal) com muita musica jamaicana diretamente do vinil, com vários amigos convidados pra agregar as pick-ups. Todos são bem vindos para se unir a nós e comemorar o aniversário da cidade com muita dança! Esperamos todos vocês lá! BIG UP!

Evento / Facebook
Adubando o Pinhão / Facebook
Sistema de Som Araucária / Facebook
Coletivo Cwblacks / Facebook
Re-Born Sound / Facebook
Apoio: Fundação Cultural de Curitiba

Carl Dawkins – 1967 a 2013 (Coletâneas Especial A Cena – 2015)

Posted in Coletâneas, Coletâneas A Cena, Early Reggae, Reggae, Rocksteady, Roots with tags , , , , , , , on 25/01/2015 by andremod

CARLJunto com nomes como Bob Marley, Slim Smith, Alton Ellis, entre outros, Carl Dawkins é um dos maiores expoentes da velha escola da música jamaicana¹ Para ele, o contato com a música se iniciou muito cedo, filho de baterista e criado em Allman Town, no leste de Kingston, Dawkins sempre esteve presente na cena musical da ilha durante o final dos anos 60, junto com ícones como Ken Boothe e The Wailers. Conhecido pelo hit de 1969/70, “Satisfaction”, produzido por JJ Johnson, e que vendeu extraordinárias 80.000 cópias! Carl Dawkins gravou canções que transitam entre o Rocksteady e o Roots. Sendo o primeiro músico a conciliar o reggae com a religião Rastafari, Carl influenciou grande parte da cena musical no início dos anos 70 e seu nome passou a ser referência no reggae. Produzido pelo gênio Lee “Scratch” Perry, teve algumas de suas canções creditadas para “Carl Dawkins & The Wailers”, onde dividiu o microfone com ninguém menos que Bob Marley e Peter Tosh! Aqui temos muitas de suas canções que vão do período de 1967 até 2013, são 37 musicas que pegam desde seu inicio de carreira, na segunda metade dos anos 60 até os dias atuais – boa curtição:

Musicas:
01. All of a sudden
02. Baby I love you
03. Hard Time
04. Hot and Sticky
05. Running shoes
06. Hep Time
07. I´ll make it up
08. One door
09. Hard to handle
10. Rodney´s History
11. Satisfaction
12. Don´t get weary
13. Get together
14. True love
15. I feel good
16. Picture on the wall
17. Walk a little prouder
18. Cloud nine
19. Witchcraft
20. Warm and tender love
21. Pluggy Brown
22. Fire Burning
23. Mothers song
24. Bumpity road
25. Luv is needed
26. This land
27. Ethiopia unconquerable land
28. Back-a-Yard
29. Rhythm of my heart
30. The love we had
31. Granulated sugar
32. Witness
33. Love is like fire
34. Love you tonight
35. Life table
36. Living for the city
37. Satisfaction (Alternative Take)

Download

John Holt Classics (Coletaneas Especiais A Cena – 2014)

Posted in Coletâneas, Coletâneas A Cena, Reggae, Rocksteady with tags , , , , , , , , , on 22/10/2014 by andremod

CAPAJohn Holt: nasceu em Kingston (Jamaica) em 1947, e aos 12 anos ele participou do concursos de talentos organizado pelo teatro de Vere Johns, tempos depois ele gravou sua primeira musica em 1963, “I Cried a Tear” para o produtor Leslie Kong , e também gravou duetos com Alton Ellis. Anos mais tarde ele ganhou notoriedade como vocalista do grupo “Paragons”, e gravaram uma sucessão de singles com o mestre Duke Reid pela gravadora Treasure Isle, incluindo: “Ali Baba”, “Tonight”, “I See Your Face” e ” The Tide Is High” que mais tarde foi regravada pelo grupo Blondie. Durante seu tempo com os Paragons, ele também gravou material solo para Studio One, incluindo “Fancy Make-up”, ” A Love I Can Feel ” e ” Let’s Build Our Dreams, e parceria com Prince Buster que rendeu musicas como “Oh Girl ” e ” My Heart Is Gone.

Holt deixou os Paragons em 1970 e se concentrou em sua carreira solo. No início da década de 1970, ele foi um dos maiores astros do reggae, e seu disco “Stick By Me” foi um dos mais vendido em 1972, esse gravado pelo produtor Bunny Lee. Seu álbum de 1973, Time Is The Master, foi um sucesso, com orquestra arranjos gravados em Londres. O sucesso do reggae-string laden levou a gravadora Trojan a produzir uma série de álbuns organizados de forma semelhante, produzidos por Bunny Lee, começando com 1.000 Volts de John Holt em 1973, uma compilação de versões cover de sucessos populares, que mais tarde foi lançado como 3.000 Volts e que gerou no Reino Unido alguns “Top 10 hit” como: “Help Me Make It Through the Night”, “Just the Way You Are” e “Touch Me in the Morning”

maxresdefault

O estilo de Holt, notadamente mais lento e mais romântico do que a maioria de seus contemporâneos jamaicanos, é um precursor do “lovers rock”, porem sua canções antigas sempre fizeram mais sucesso, sendo sempre regravadas, como o caso de “Man Next Door”, que foi regravada por vários outros artistas de reggae, incluindo Dennis Brown , UB40 e Horace Andy, até mesmo o grupo eletrônico Massive Attack, no seu disco Mezzanine. Nos ultimos tempos Holt tinha participado do Festival Amai, em 16 de agosto deste ano, onde passou mal e foi hospitalizado, e infelizmente veio a falecer no ultimo dia 19 de outubro em um hospital de Londres, de causas ainda não reveladas.

Aqui fica nossa homenagem com essa compilação de alguns clássicos solo e dos tempos de Paragons, porem faltam muitas musicas importantes, que futuramente vão entrar numa segunda coletânea, então curtam sem medo:

Musicas:
01. Ali Baba
02. Left with a broken heart
03. Riding for a fall
04. Thief in the night (Stealing Stealing)
05. Have you ever been in love
06. Let´s build our dream
07. Got to get away
08. Police in helicopter
09. It´s a jam in the streets
10. On the beach
11. My number one
12. For the love of you
13. Time and the river
14. Fancy make up
15. Stick by me
16. Hey Jude
17. Sister Big Stuff (Mr. Big Stuff)
18. Tonight
19. Hooligan (Chang your style)
20. Darling I love you
21. The tide is hight
22. Killing me softly

Download

Repostagem – Alton Ellis / Very Best SoulSteady (2013)

Posted in Coletâneas, Coletâneas A Cena, Repostagem, Rocksteady with tags , , , , , , on 21/09/2014 by andremod

498570369546527A pedidos fiz a repostagem da coletânea especial, “Alton Ellis – Very Best SoulSteady“, organizada em 2013 pelo blog! Quem tiver interesse em outros arquivos expirados, faça sua solicitação que com o tempo estaremos subindo novamente aqui no blog, abraSoul!

Alton Ellis – Very Best SoulSteady (Coletaneas Especiais A Cena – 2013)

The Kingstonians – Sufferer (1970)

Posted in Early Reggae, Reggae, Rocksteady with tags , , , , , , on 16/09/2014 by andremod

CAPAO trio vocal jamaicano The Kingstonians, anteriormente conhecidos como The Apostles, foi formado em torno de 1966 por Jackie Bernard e seu irmão Footy, junto com o amigo Lloyd Kerr, em Kingston (Jamaica). Começaram sua carreira com o produtor J.J. Johnson, mas tiveram seu grande sucesso entre 1968 e 1970 com o produtor  Derrick Harriott, que ajudou o trio com os clássicos “Singer Man” e ” Sufferer”, que chegaram no top das paradas jamaicanas, sendo essa segunda que da titulo ao disco lançado por Harriott em 1970, e permanece um exemplo maravilhoso do Rocksteady no ponto passando para o nascimento do Early Reggae. Aqui temos temas como Your Love, Hold Down, I’ll Be Around, Winey Winey, The Clip, Rumble Rumble… entre outros, que fazem desse disco uma verdadeira perola. O álbum gravado no estúdio Dynamic Sounds em Kingston, foi o ponto máximo da carreira para o Kingstonians, que deixaram Harriott para trabalhar momentaneamente com os produtores Leslie Kong e Rupie Edwards, enquanto se iniciava a era do Reggae Roots. Também tiveram diversas músicas lançadas em coletâneas da Trojan, Tighten Up e outros selos!

Musicas:
01. Your Love
02. Singer Man
03. Sufferer
04. Hold Down
05. I´ll be around
06. Winey Winey
07. The Clip
08. Rumble Ruble
09. Come we go Moonwalk
10. Complicated Scene
11. Easy ride reggae
12. Nice nice

Download

Hopeton Lewis – Take It Easy (1967)

Posted in Rocksteady with tags , , , on 08/09/2014 by andremod

CAPARocksteady é o nome dado a batida que antecedeu o reggae entre o fim de 66 e metade de 68. É um dos melhore ritmos jamaicanos e o que teve menor duração. Foi o elo que tornou possível a evolução da música jamacana para o ritmo que tornaria a Jamaica conhecida, o Reggae. É aceita a versão de que Hopeton Lewis foi o primeiro a pedir aos músicos para desacelerar o ritmo do Ska, para que assim fosse possível encaixar a letra de uma canção e fazer uma melhor linha de baixo. Essa experiência resultou na canção “Take It Easy“, que abre esse álbum. O pianista Gladstone Anderson teria comentado que aquele era um balanço mais regular, mais firme, chamando-o de “Rock Steady Beat”. Talvez, se não tivesse esse nome, o ritmo seria mais conhecido. Muitos pesquisadores afirmam que o nome não pegou pela semelhança com o Rock’n’Roll, que daria a entender ser alguma vertente do ritmo, o que não agradou os jamaicanos, que já tinham uma certa birra com o “Rock” por dominar o mercado e dificultar o mercado de Soul Music. (texto You & Me on a Jamboree)

Musicas:
01. Take It Easy
02. Sound & Pressure
03. A Deh Pon Dem
04. Crying Crying Too
05. Let The Girl Dance
06. Rock Steady
07. Cool Collie
08. This Music Got Soul
09. What You Gonna Do
10. This Poor Boy

Download